Câmara repassa R$30 mil para Prefeitura e viabiliza permanência da Emater em Frutal

O presidente da Câmara, Pedro do Nascimento, comentou que teve o apoio total dos vereadores para ajudar na resolução da questão e devolver um montante de recursos suficiente para garantir que este convênio com a Emater fosse mantido.

Publicado em: 03 de abril de 2019

O risco de Frutal perder a representação da Emater, que já tem cerca de 53 anos de atuação no município, foi definitivamente afastado na tarde deste dia 2 de abril, quando houve uma reunião entre a prefeita Maria Cecília Marchi Borges, vereadores liderados pelo presidente Pedro Nascimento e o presidente da Emater, que veio especialmente para a assinatura deste convênio. Na ocasião, a Câmara garantiu a devolução de R$30 mil para a Prefeitura para que o convênio com a Emater fosse quitada.

A empresa de assistência aos produtores rurais corria o risco de ter seu escritório local fechado devido a um impasse criado na votação do orçamento. Por conta dessa situação, a Prefeitura não teve como repassar três parcelas do recurso referentes a janeiro de 2019, já que a retificação do problema foi feita somente em 18 de fevereiro.

O presidente da Câmara, Pedro do Nascimento, comentou que teve o apoio total dos vereadores para ajudar na resolução da questão e devolver um montante de recursos suficiente para garantir que este convênio com a Emater fosse mantido. “Fico muito satisfeito com a Prefeitura fazendo essa parceria com a Emater e por ter ajudado na solução desse problema. Se não fosse esse socorro financeiro com o dinheiro da Câmara, a cidade iria perder a Emater. Nós fomos eleitos para trabalhar e, por isso, precisamos estabelecer parcerias como essas e manter o nosso compromisso com a comunidade.”

O vereador Sebastião Custódio Couto Júnior comentou que, até na quarta-feira anterior à reunião, a Emater corria o risco de ser fechada. “Agora entramos em um consenso e eu fico muito feliz. A Emater, no ano de 2018, gerou R$321 mil para o município. Nós apoiamos o produtor rural e eu agradeço a todos. Mesmo com as divergências nós sempre priorizamos o bem comum.”

A prefeita Ciça comentou que, diante dos atrasos que aconteceram, houve dificuldade para administrar essa falta de recursos e comprometeu a permanência da Emater em Frutal. “Quero agradecer pela compreensão da Câmara, do presidente Pedrinho e do vereador Juninho. Hoje, de comum acordo com o responsável pela Emater, juntamente com a Câmara de Vereadores, tivemos a felicidade de receber R$ 30.233,00, que serão repassados à Emater referente ao mês de janeiro, fevereiro e março, fazendo vigorar o contrato. O serviço está em dia, pois, durante o período, a Emater não deixou de prestar seus serviços.”

Gustavo Laterza, presidente da Emater em Mina Gerais, que acompanhou o acordo, informou que a empresa de assistência rural trabalha em dois eixos, compartilhando informações técnicas para construir solução junto aos produtores e parceiros e executando políticas públicas na área da agropecuária. Para ele, a Emater é o braço forte do estado, com o município para executar políticas inerentes ao setor rural. Ele lembrou que há estudos oficiais embasados em informações do IBGE, que confirmam resultados dos investimentos na extensão rural.

Laterza afirmou que essa ação é importante e necessária. “Além das assistências às famílias rurais, nós também desenvolvemos ações importantes para o retorno econômico do município.”


Publicado por: Assessoria de Imprensa

Cadastre-se e receba notícias em seu email