Vereador Bruno desabafa sobre situação de Aparecida de Minas e volta a defender orçamento próprio

Ao usar a palavra como orador final, o parlamentar destacou que reconhece as poucas ações positivas que foram feitas neste quase seis meses de governo, mas que no geral a comunidade está abandonada pelo Executivo

Publicado em: 19 de junho de 2017

Responsável por 70% do abacaxi produzido no triângulo mineiro, Aparecida de Minas se destaca no Estado. Em julho, será realizada a 5ª Feira Regional de Agronegócios do Abacaxi, evento que reúne produtores e empresários de todo Brasil. Morador e majoritário nas duas últimas eleições, o vereador Bruno Augusto fez um desabafo sobre a atual situação do Distrito. Ao usar a palavra como orador final, o parlamentar destacou que reconhece as poucas ações positivas que foram feitas neste quase seis meses de governo, mas que no geral a comunidade está abandonada pelo Executivo. "Nos reconhecemos algumas ações importantes, como a disponibilização de um médico na UBS, porém isso é o mínimo diante ao que nosso Distrito merece e contribui financeiramente". Disse. O vereador afirmou que uma das maiores reclamações dos moradores é a situação das ruas, ele afirmou que a Prefeitura não arrumou por falta de responsabilidade, pois segundo ele, dinheiro tem. "Hoje as ruas do Distrito estão praticamente intransitáveis, sem falar na iluminação pública precária. Nos cinco primeiros meses o município arrecadou quase 7 milhões de reais em IPVA, mais de 1 milhão e 500 mil em iluminação pública e significativa parte deste dinheiro saiu de Aparecida de Minas, não tenham dúvidas disso." Afirmou. Na oportunidade, o vereador ainda defendeu que a subprefeitura de Aparecida de Minas tenha o orçamento próprio, para que problemas corriqueiros sejam resolvidos com maior agilidade. Na próxima segunda-feira (26) a Câmara Municipal irá votar a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para 2018 e ele confirmou que vai apresentar uma emenda com a finalidade de se criar a unidade orçamentária específica. "Desde 2013, quando entrei nessa Casa, defendo que a subprefeitura tenha um orçamento. Hoje se precisar comprar um prego, tem que acionar alguma Secretaria Municipal. O que estou defendendo é que o Distrito receba mais que poda de árvores, limpeza de mato, pintura em meio fio. Defendo que Aparecida de Minas tenha pelo o menos direito, de maneira justa, ao retorno de parte do que contribuí, por isso fiz uma emenda na LDO e desde já conto com o apoio de todos para a aprovação". Enfatizou. O vereador ainda destacou sobre as conquistas retiradas do Distrito, atitude que ele julga uma afronta contra todos os moradores. "Só neste primeiro semestre de 2017 perdemos 539 mil reais de recursos do nosso Distrito. Foram 239 mil do ônibus e mais 300 mil da Praça. Estas conquistas foram tiradas de maneira autoritária, em razão de picuinhas políticas. Tem vereador nesta Casa que se preocupa tanto com a minha vida particular e que se dedicasse um pouco do seu tempo em prol do povo, poderia trazer verbas para o município e evitar desvios como estes." Finalizou. Caso a emenda do vereador Bruno Augusto seja aprovada na próxima reunião, a partir de 2018 Aparecida de Minas contará com o orçamento próprio. Isso vai garantir melhor atendimento aos moradores e o retorno mais significativo dos recursos municipais. Para ser aprovada, a emenda precisa de oito votos favoráveis.


Publicado por: Assessoria de Comunicação

Cadastre-se e receba notícias em seu email